Costuma lavar o frango quando o cozinha? Não o deve fazer nem precisa


Sabia que lavar o frango cru aumenta os riscos de intoxicação alimentar? O alerta é da Food Standards Agency (FSA), agência de segurança alimentar britânica, que explica o aparente paradoxo com uma razão óbvia: lavar o frango espalha a bactéria Campylobacter, que morre no processo de cozedura ou assadura. Sim, a lavagem do frango é totalmente desnecessária e perigosa. Lavar o frango antes de o cozinhar é um processo natural e quase instintivo. Mas segundo um estudo da FSA deve ser evitado. As razões são óbvias: a lavagem do frango provoca a disseminação da bactéria Campylobacter pelas mãos, pelas roupas e também pelos utensílios que são usados na lavagem. E ainda nas diversas superfícies de cozinha. Assim, uma bactéria que morre no processo de cozedura ou assadura acaba por ser espalhada, o que aumenta os perigos de intoxicação alimentar, sendo que a intoxicação provocada pela Campylobacter é a mais comum na Grã-Bretanha. download (3) Entre os diversos sintomas provocado por esta bactéria presente nas aves – e, em caso de lavagem das mesmas, em diversos utensílios e locais da cozinha – estão a diarreia, as dores de estômago, as cólicas, a febre e mal-estar, segundo resume a Food Standards Agency. Não obstante na maioria dos casos a contaminação provocar problemas de saúde temporários, a verdade é que aquela bactéria pode ainda ser responsável por doenças como o síndrome do intestino e a síndrome de Guillain-Barre, doença do sistema nervoso considerada grave. Em casos extremos, a Campylobacter pode ser fatal, sobretudo em crianças e em idosos, cujas defesas do organismo são menores.

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF