Balé moderno: conheça as aulas de Ballet Fitness e Xtend Barre


Famosas como Madonna, Drew Barrymore e Natalie Portman se renderam aos encantos do balé e viraram adeptas às novas aulas que misturam passos da dança clássica com movimentos do pilates. A seguir saiba tudo sobre o Ballet Fitness e o Xtend Barre! Como são as aulas: As modalidades são dinâmicas, com aulas ritmadas e músicas mais agitadas - embora todas tenham o piano de fundo. Elas começam com exercícios de alongamento e passos do balé feitos na barra e adaptados para serem fáceis, eficientes e seguros. "Os movimentos de abertura de perna que a bailarina faz a 180º, por exemplo, são feitos com as pernas mais fechadas, para ficar anatômico e diminuir a incidência de lesões", diz Audrea Ferro Lara, licenciada em Educação Física pela USP e representante do Xtend Barre no Brasil. Em seguida, alguns exercícios para trabalhar a região abdominal, pernas e braços utilizam-se de equipamentos como bola, elástico e fita.

Todos os movimentos são executados com concentração, centralização, e fluidez, princípios emprestados do pilates. No final da aula, entram as coreografias com passos ritmados, que ajudam na queima calórica e trabalham o corpo e a memória. Além dos benefícios físicos, o retorno com tanta ênfase do balé às academias tem uma explicação. "As mulheres usam a aula como um espaço para relaxar, trabalhar o lado emocional e deixar os movimentos mais femininos", diz Ana Paula Simões, instrutora de Ballet Fitness, na academia Reebok de São Paulo. Xtend Barre X Ballet Fitness: É possível dizer que o Xtend Barre é o irmão mais velho do Ballet Fitness. Isto porque o Xtend já existe há muitos anos e em diversos países como EUA, Canadá, Austrália e Inglaterra. Ele é dividido em 4 módulos, que abrangem desde a aluna iniciante até a que já sabe dançar – esse último módulo conta com saltos e exercícios mais intensos – e os princípios do pilates são bem rígidos. Já o Ballet Fitness é a versão agitada das academias e tem mais foco no emagrecimento e no condicionamento físico, sem se preocupar tanto com a precisão dos movimentos.
Benefícios: Além das aulas serem dinâmicas e divertidas, fazem o corpo ficar sequinho rapidamente, com a redução do peso, fortalecimento dos músculos e melhora da postura. "Em 10 aulas você já nota a diferença, em 30 tem um corpo novo", garante Audrea Ferro Lara. Diferente da musculação, os exercícios utilizam muitos grupos musculares de uma só vez, além de trabalharem o sistema cardiovascular e condicionamento aeróbio. Uma hora de aula gasta, em média, 400 calorias e de quebra ainda faz uma drenagem linfática, já que tem muita elevação de calcanhar, flexão de joelho e quadris que trabalham bem as regiões dos vasos linfáticos.
Quem pode participar: É indicado para todas as pessoas, até as que nunca tiveram contato com a dança antes, e pode ser praticado a partir de 12 anos sem limite de idade – vale inclusive para mulheres grávidas! "Já que exercícios utilizam o peso do próprio corpo como carga e são adaptados de acordo com as possibilidades do aluno", explica a professora de Ballet Fit, Karina Lima, da academia Ecofit.

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF